Protótipo de 25m² que estava em exposição no Aeroporto JK ficará até 31 de julho no Brasília Shopping




A mais nova maquete do Estádio Nacional de Brasília Mané Garrincha, de 25 m², agora será itinerante. O protótipo ficará até 31 de julho no Brasília Shopping e depois seguirá para outros pontos do Distrito Federal. A estreia para o público foi no Aeroporto Internacional Juscelino Kubitschek, onde esteve por aproximadamente dois meses. No Brasília Shopping, a peça está exposta no 1º piso, com horário de visitação de 10h as 22h, de segunda a sexta-feira, e de 14h as 20h, aos domingos e feriados.

Guias bilíngues do shopping recepcionarão os visitantes e demonstrarão as funcionalidades interativas da maquete: sistema de som com sete opções de gritos de torcida e narração detalhada sobre a construção da ecoarena.

“O Estádio Nacional de Brasília Mané Garrincha será um ícone na economia e no turismo da capital federal. Nada mais justo do que tornar este protótipo itinerante, para que seja apresentado ao maior número possível de brasilienses”, afirmou o coordenador do Comitê Organizador Brasília 2014, Sérgio Graça.

A iluminação da maquete, que é feita em escala de 1 para 100, é toda em led e grande parte das 70 mil cadeirinhas das arquibancadas inferior, intermediária e superior foi pintada à mão. A maquete levou 75 dias para ficar pronta. Idealizada pelo Consórcio Brasília 2014, responsável pela obra da nova arena, a peça foi fabricada em Florianópolis (SC) e trazida para Brasília de caminhão, dividida em dois módulos que pesam, juntos, quase uma tonelada.

Andamento – A obra do Estádio Nacional de Brasília Mané Garrincha está dentro do cronograma estabelecido pelo Governo do Distrito Federal e avança a cada dia. Atualmente, 60% de sua execução estão concluídos. A arquibancada inferior está finalizada, o setor intermediário (camarotes e arquibancada) está 90% pronto e, no último mês, houve grande avanço na montagem da arquibancada superior, formada por peças de concreto pré-moldadas. O setor terá capacidade para 39.050 pessoas: mais da metade do total do estádio (cerca de 70 mil lugares). Atualmente, 3,8 mil funcionários trabalham na construção da ecoarena, em três turnos.

Antes mesmo da Copa do Mundo de 2014, o estádio passará por licitação internacional para que uma empresa especializada em entretenimento o administre e potencialize o desenvolvimento econômico de Brasília, gerando renda e emprego, além de pagar o aluguel da arena. A empresa vencedora ficará responsável por inserir a capital em um calendário de eventos e shows nacionais e internacionais, o que manterá o setor de serviços (bares, restaurantes, hotéis etc) aquecido.

Ecoarena – O Estádio Nacional de Brasília Mané Garrincha caminha para ser o primeiro na história a receber o certificado máximo de sustentabilidade. O selo Leed Platinum ― entregue após a conclusão da obra ― é reconhecido internacionalmente e garante que a construção é altamente sustentável. Hoje, não existe nenhum estádio de futebol no mundo com o selo Platinum.

O conceito de arena verde começou ainda na criação do projeto do novo estádio. São usados materiais recicláveis ou reciclados na construção. Tudo o que saiu do antigo estádio foi reaproveitado na própria obra ou em cooperativas de reciclagem do DF. Depois de pronto, haverá captação de energia solar e de água da chuva. A arena será capaz de gerar 2,5 megawatts de energia, o que corresponde ao abastecimento de mil residências por dia.


0 comentários :